Diretora da Vivo Regional Sul assina convênio

Frente Parlamentar e Vivo assinam convênio para envio de 400 mil torpedos sociais

Nesta quarta-feira (26), durante a reunião ordinária da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) da Assembleia Legislativa, foi formalizado convênio entre o parlamento gaúcho e a operadora de telefonia móvel Vivo para envio de mensagens de texto de cunho social. A ação é promovida pela Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas Desaparecidas, coordenada pelo deputado Aldacir Oliboni.

A assinatura ratificou a parceria para disparo de 400 mil torpedos, com a seguinte mensagem: “Pessoas desaparecidas: não deixe esse vazio. Acesse www.frentepessoasdesaparecidas.com.br. Vivo e Parlamento Gaúcho abraçam essa causa!”.

No dia 20 deste mês, já foram disparados 200 mil SMS para telefones do código de área 51, nas cidades de Viamão, São Leopoldo e Canoas. Nesta quinta-feira (27) a outra parcela será enviada a usuários da Fronteira Oeste, código de área 55, nos municípios de Uruguaiana, Santana do Livramento e Quaraí.

Para Oliboni, as tecnologias de comunicação e informação são importantes ferramentas para ampliação da rede de proteção e prevenção ao desaparecimento. “Temos inúmeras possibilidades e devemos nos apropriar disso em prol de uma causa tão importante como esta”, observa o deputado.

A diretora da Regional Sul da Telefônica Vivo, Clenir Wngenowicz, destacou a importância do projeto no rol de ações da operadora.

Sobre este tema, estamos certos da importância da parceria do poder público com a iniciativa privada. Esta ação vem ao encontro da missão da empresa e também faz parte de nossa estratégia no que diz respeito à responsabilidade social e participação davida dos cidadãos”.

A Frente Parlamentar está em tratativas com a Vivo para ampliar o envio de SMS e também articula a participação de outras operadores na defesa das pessoas desaparecidas.

SITE – O endereço virtual veiculado na mensagem é do site da Frente Parlamentar e reúne a legislação sobre o tema, cadastro de desaparecidos do Rio Grande do Sul a partir dos registros da Polícia Civil, sites de instituições de segurança pública e de ONGs, informações sobre eventos e notícias das atividades da Frente.

Estiveram presentes na atividade, o delegado do Departamento Estadual da Criança e Adolescente Adalberto Matos, o diretor do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelos casos de desaparecimento m Porto Aelgre, Cristiano Reschke; e a coordenadora do Núcleo Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Aléxia Meurer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>